Projeto em Itapetininga coloca jovens no mercado

Movimento Degrau, das Associações Comerciais e Rebrates, já colocou interno da Fundação CASA no mercado de trabalho

Fundação Casa - Antiga Febem no Pedra Enxuta

Emprego com carteira assinada. Este é o objetivo de muitos jovens do país e não é diferente com os adolescentes que estão na Fundação CASA. Tanto é que na CASA Esperança, de Itapetininga, um jovem trabalha formalmente, mesmo cumprindo medida socioeducativa. Ele é fruto de um trabalho que a unidade desenvolve com apoio da Associação Comercial do município.

O adolescente, juntamente com outros cinco jovens da unidade, pertence ao Movimento Degrau, criado em 2005. A iniciativa partiu de empresários da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, da Associação Comercial de São Paulo e da Rede Brasileira do Terceiro Setor (Rebrates) e tem a finalidade de incentivar a colocação de jovens no mercado de trabalho, de acordo com a Lei do Aprendiz. Instituída em 2000, a lei estabelece uma cota de 5% a 15% nas empresas para jovens com idade a partir dos 14 anos.

Para participar do Degrau, os adolescentes têm de participar de um processo de seleção organizado pela Associação Comercial e freqüentar, por dois anos, um curso que dá orientações sobre administração, contabilidade e outros temas. Sabendo que não é fácil para qualquer jovem conseguir o primeiro emprego, a Associação Comercial de Itapetininga resolveu apoiar os adolescentes da Casa Esperança a começar, de fato, uma vida nova.

“A sociedade tem que ter uma parcela de responsabilidade e contribuição na inserção deste jovem”, afirma o coordenador do movimento em Itapetininga e diretor da Associação Comercial do município, Sérgio Gonçalves. Foi ele quem conseguiu seis vagas no programa para os adolescentes da unidade, das 100 disponibilizadas por ano.

Responsabilidade e comprometimento

Para a diretora da Casa Esperança, Rosana da Silva Vieira, é visível a mudança dos seis adolescentes que participam do programa. “Mudança de valores mesmo, de atitudes”, afirma. “Eles passam a acreditar que eles podem”.

Os adolescentes estão há dois meses no programa e, como dita a regra, frequentam um curso, todos os sábados, que durará dois anos. As aulas acontecem no Centro Profissionalizando Municipal (Ceprom) e são ministradas por alunos do curso de Administração da Fundação Karning Bazarian.

No curso, eles aprendem noções de contabilidade, administração, de recursos humanos, marketing, técnicas de comunicação, além de temas relacionados à ética e cidadania, legislação e educação ambiental, dentre outros. Temas relacionados à saúde também fazem parte do currículo, como saúde sexual, prevenção e AIDS. Para completar, o Estatuto da Criança e do Adolescente é esmiuçado ao longo das aulas.

“Essa é a missão da Fundação, de levar o menino até a sociedade e, para isso, todo mundo está ajudando, o Estado, o município, a Fundação e a família”, ressalta Rosana. A diretora conta que a família é parte importante desse processo de inserção do adolescente. As famílias dos jovens que participam do programa assinam um termo de corresponsabilidade, “pois são os familiares que darão continuidade ao processo”.

“A gente está tentando fazer a diferença na vida dos meninos”, analisa Rosana. Para Sérgio, “o importante é dar oportunidade para o adolescente e integrá-lo a sociedade”. Ele conta que os adolescentes estão indo bem, com 100% de frequência e empolgados com a oportunidade. “Dentro dessa ótica, é um projeto que veio para dar certo”, comemora o diretor da Associação Comercial de Itapetininga.

Fonte: SEGS Lucas Tavares

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: