TOP 5 – Dicas de maquiagem para o seu dia a dia

PEDRA ENXUTA – Antes de tudo, vamos ao wikipédia para saber um pouco de história envolvendo essa “arte”.

Momento CTRL + C / CTRL + V (by Wikipédia)

Maquilhagem (português europeu) ou maquiagem (português brasileiro) (também grafada maquilagem) consiste na aplicação, com efeito cosmético, de embelezamento, ou disfarce, seguindo-se nalguns casos os ditames da moda e com uso de substâncias especificamente destinadas a tal fim.

Parece natural no homem o uso de substâncias sobre a pele, encontrado mesmo em culturas mais primitivas, ao lado de adornos e adereços.

Inicialmente com atributo religioso e cerimonial, bem como militar, um exemplo dado pela Antropologia tem-se nas pinturas corporais dos índios americanos e tribos africanas: Há as pinturas cerimoniais, com uso de substâncias vegetais como o urucum e do carvão, e ainda de argilas ou pedras moídas. Entre os Aborígines da Austrália as pinturas seguem intrincadas formas geométricas.

No Egito Antigo a maquiagem recebeu a destinação que modernamente se lhe emprega, que é essencialmente o de embelezamento. Nesta cultura a beleza física, tanto de homens como de mulheres, era realçada com o uso de pinturas à base de hena, sobretudo em torno dos olhos. Os faraós também usavam a maquiagem em cadáveres pois eles acreditavam, que ao ressuscitarem, precisavam estar belos.

A história da maquiagem

Cada década teve sua história, seu estilo. O século XX foi veloz e revolucionário. Conheça um pouco mais sobre as influências da história na moda e na maquiagem.

Anos 30 – Olhos sofisticados e provocantes. Sobrancelhas totalmente depiladas e redesenhadas com lápis, num traço fino, ousado e marcante. Sombras de pálpebras em pó exploravam todos os matizes, indo dos castanhos aos cinzas, e inclusive ao preto para a noite. Os cílios cuidadosamente recurvados e cobertos por máscaras para cílios. Para evitar todo excesso considerado vulgar, a maquiagem da boca tornou-se mais discreta.

Anos 40 – Olhos armados de guerra. A beleza, sinônimo de saúde, era considerada um dever nacional. Os efeitos da guerra abalaram o mundo e o mercado de cosméticos teve uma queda em função da falta de matérias-primas. Graxa para as botas serviam como máscara para cílios, o carvão, como sombra de pálpebras, a graxa para sapatos como tintura para as sobrancelhas e pétalas de rosa embebidas em álcool produziam um blush líquido da era vitoriana. Ao longo de todo o conflito, as estrelas usaram cabelos longos, um modo de exprimir feminilidade numa época em que muitos outros meios não eram mais acessíveis.

Anos 50 – Olhos de gazela.Modelados pela sombra nas pálpebras, o lápis de sobrancelha, a máscara para cílios e sobretudo o delineador. A importância da maquiagem dos olhos trouxe uma infinidade de criações e reformulações de produtos. A maquiagem realçava a palidez da pele e a intensidade dos lábios. Os pós-de-arroz e compacto estavam mais que presentes.

Anos 60 – Olhos de adolescente. Ultra-maquiados transparecendo uma ousadia inocente.Na mesma época, surgiram as minissaias e as mulheres começaram a deixar de lado o clássico e então “ultrapassado” visual fatal. A feminilidade transitava entre o comportado e o irreverente. As cores eram fortes, puras, verdadeiras: rosa-choque, dourado, verde, violeta e laranja. Os anos 60 marcam o início da cultura pop americana.

Anos 70 – Olhos em busca de liberdade. A beleza toma um aspecto moral e psicológico. Não existem mulheres feias, há somente mulheres que ainda não se conhecem. Pela primeira vez na evolução da beleza, homens e mulheres podiam escolher sua aparência seguindo seu estilo de vida pessoal, e não somente as exigências da moda. A maquiagem e os cortes de cabelo se tornaram, mais que nunca, meios de expressão de escolhas. Cabelos livres, pele bronzeada e lábios brilhantes fizeram dos anos 70, uma década de beleza explosiva.

Anos 80 – Olhos cheios de movimento. Sob as luzes estroboscópicas, a juventude dourada e coberta de lantejoulas tinha os lábios muito vermelhos, os olhos pintados de azul-elétrico e as maças do rosto realçadas por blushes cor de tijolo. Os códigos de beleza começavam a mudar de acordo com as estações do ano. A sombra passava do castanho ao violeta e era esfumaçada, em arco-íris. Os cílios eram alongados com máscaras coloridas (verde relva e azul piscina) e a prova d’água. No topo dos anos 80, triunfava Madonna, que foi um marco da década em que era proibido “fraquejar”. A beleza virou competição e as mulheres passaram a cuidar muito do corpo. Os músculos demonstravam que elas não seriam mais intimidadas.

Anos 90 – Olhos menos cintilantes e mais decadentes. Cansada dos agitos dos anos 80, as mulheres dos anos 90 apresentam uma beleza esquálida e perturbadora que representa uma sociedade em fase de mutação. Tatuagem e piercings fazem do corpo um campo de expressão da feminilidade “debochada”.

De 2000 aos tempos atuais – Olhos espirais levam ao túnel do tempo.

Fragmentos de todas as décadas passadas se misturam e contam um pouco da história da beleza feminina através dos tempos. Com a chegada do novo milênio, os diversos aspectos adotados pela beleza nos serviram de espelho. A aparência, em manifestações diversas e imagens extremas, refletiu os processos de transformação. Os dois últimos anos misturam todos os possíveis estilos de moda e maquiagem. Trazem a classe e a elegância do início do século, a delicadeza sexy dos anos 60, a irreverência dos anos 80 e a “apatia” em tom de protesto dos anos 90.

Nas artes cênicas

No Teatro, desde as origens na Grécia Antiga, bem como nas demais manifestações culturais equivalentes do Japão, Índia e outros países do Extremo Oriente, a maquiagem é parte essencial na caracterização do actor.

O Maquiador é uma profissão que visa não apenas atender a funções estéticas, mas também um técnico especializado, com conhecimentos específicos sobre uma gama extensa de substâncias cujo uso transcende o embelezamento, passando mesmo na efetiva caracterização das personagens e ainda na percepção destes efeitos na fotografia (caso do cinema e televisão), ou no palco (no teatro).

Maquiagem no Brasil

O profissional que colocou a função de maquiador visível aos olhos do grande público foi o grande artista polonês Eriç Rzepecki, nos anos 70 na Rede Globo de Televisão. Foi a partir de seu trabalho, notório em dezenas de telenovelas e especiais de televisão , que outros profissionais foram sendo formados e, posteriormente, reconhecidos. Hoje, no Brasil, podemos citar alguns nomes importantes da maquiagem no mundo da moda e nas artes cênicas (teatro, cinema e televisão ): Ana Van Steen, Armando Filho, Duda Molinos, Emi Sato, Fábio Namatame, Leopoldo Pacheco, Westerley Dornellas e outros. Esses profissionais são também conhecidos como visagistas.

Em Hollywood

No Cinema, constitui setor tão importante que até um Óscar é oferecido, sendo uma categoria instituída em 1981. (Oscar de melhor maquiagem)

O primeiro premiado, e também o que maior número de estatuetas ganhou, foi Rick Baker: nove, ao todo.

*** FIM do Momento CTRL + C / CTRL +V ***

Em minha opinião, continuo achando que essa história de que os melhores maquiadores são homens… é pura lenda. Qualquer criança de oito anos sabe que isso é mentira! Hahahaha

Bom… vejamos o que eu separei como as TOP 5.

TOP 5 – Dicas de maquiagem para o seu dia a dia

O que usar na balada?
Estilo Isabelita dos Patins

Com essa maquiagem no melhor estilo “youhuuuuu, estou aqui”, todos só terão olhos para você!

Ideal para todas, maquiagem sofisticada e ao mesmo tempo barroca, perfeita!

 O que você deve usar no trabalho?
Estilo Boy George

Combinação discreta, com essa maquiagem irá arrasar!

Ideal para mulheres e homens que não abrem mão de uma aparência eternamente jovem.

 

O que usar num jantar romântico? 

Estilo Dercy Gonçalves

Seu par romântico vai fazer de tudo para não te lavar para casa, o jantar será eterno.

Perfeito para crianças, adolescentes e senhoras arrojadas!

 O que usar na hora da Entrevista? 
Estilo Dee Snider do Twisted Sister

O entrevistador ficará tão encantado com o realce dos pontos fortes de seu rosto… que a vaga com certeza será sua!

Ideal para mulheres despojadas e aventureiras.

 

Qual é o Look mais aceitável para uma sexta casual? 

Estilo Elke Maravilha

Com esse look, o gerente da sua empresa irá liberá-la mais cedo, sobrando assim… mais tempo para curtir a vida.

Ideal para mulheres independentes e altruístas.

Deixando o bom humor de lado! Minha orelha já está esquentando por aqui… Hahahahahaha
Assistam abaixo, o video da maquiagem feita no Dia de Noiva.

O Dia do Noivo (despedida de solteiro) é bem melhor… podem acreditar!!! Hahahahahah

Obs.: Se quiserem ver a foto original da tiete “GI” com a Isabelita dos Patins, é só clicar aqui. Desconheço a dona da foto, mas desde já, muito obrigado pelo empréstimo!!! Hahahahahaha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: