FIFA World Cup 2010 (quarter-finals) – Netherlands 2 x 1 Brazil

PEDRA ENXUTA – Confira a análise de alguns dos principais comentaristas da imprensa brasileira:

“E Dunga errou feio ao trocar Luis Fabiano, o artilheiro, o camisa 9, o homem-gol, por Nilmar. Como tirar quem decide? Eu até entendo que Dunga tenha olhado para seu banco de reservas, pensado em mudá-lo, lamentado as ausência de Elano e Ramires e feito uma auto-reflexão: “Se eu não boto o Nilmar, só me restariam Julio Baptista, Grafite e Kleberson”, deve ter imaginado. Aí, bateu o desespero e a lembrança de que a convocação foi absolutamente equivocada.”
Lédio Carmona (Sportv)

“Os brasileiros que erraram hoje já foram crianças como você. Sonharam com a Copa do Mundo e chegaram perto dela. Não sei se você está com raiva do Dunga, do Felipe Melo, ou só triste e achando que o futebol é injusto, como eu fiquei em 82. Talvez você ainda seja muito novo para pensar nisso também, mas não é questão de justiça.”
Marcelo Barreto (Sportv)

“A seleção não pode ser a festa de 2006 nem a prisão de 2010, que fique a lição para 2014. Felipe Melo voltou a ser Felipe Melo. Precisava pisar em Roben? Quartas de final, ele tinha só que fazer o feijão com arroz, porque craque ele nunca foi.”
Patrícia Lopes (ESPN)

“A Copa do Mundo é cruel. Não que o Brasil estivesse realizando um baita torneio, que foi um pecado perder do jeito que perdeu. Não é isso. Futebol e Copa não são muito amigos da normalidade, é verdade. E o pior é que uma nova tentativa só será possível em quarto anos. O ponto mais alto da crueldade está exatamente no tempo de espera.”
André Plihal (ESPN)

Faltou à Seleção Brasileira inteligênica para jogar com bola no pé, controlar a posse de bola no campo de ataque, quando o jogo exigia. Faltou banco para isso. Faltou buscar na reserva um jogador capaz de cadenciar o jogo, em vez de acelerá-lo. Na verdade, mesmo na boa primeira etapa, em que o Brasil teve 53% do tempo com a bola no pé, isso se dava no campo de defesa. Já se anunciava a dificuldade para Kaká, Daniel Alves, Robinho e Luís Fabiano pararem a bola na frente. À parte, Kaká ter crescido no jogo depois dos 30 minutos e Daniel Alves ser extremamente participativo.”
Paulo Vinícius Coelho (ESPN)

“Não seria absurdo pensar em ganhar a Copa com o time de Dunga, apesar de todos os seus defeitos e do excesso de teimosia. Na porta de saída do Mundial estava escrito exatamente o que a imprensa havia enxergado há muito tempo. As limitações da seleção brasileira a mandaram para casa. O lado esquerdo não funcionou e não havia opções no banco.”
Paulo Calçade (ESPN)

“Faltaram o Gaúcho que não tem nada de reacionário, o Alex e principalmente o nosso zoológico que, na terra do safári, seria fundamental: Pato e Ganso poderiam mudar o jogo, mas eles lá não estavam.”
Dr. Socrátes (Capitão na copa de 1982)

“A exemplo das Copas de 1986 e 1990, quando o Brasil foi eliminado, pela Argentina e pela França, em suas melhores apresentações, a Holanda despachava os pentacampeões mundiais. Mas havia tempo se houvesse cabeça, coisa que Felipe Melo, sabidamente não tem. E depois de pisar Robben, o brasileiro foi bem expulso aos 28. Se lembrou Gérson em 70, lembrou a expulsão de Luís Pereira em 74 também.”
Juka Kfouri (Folha de São Paulo)

“A seleção da Holanda é melhor que o time do Ceará”
Z Franco (Pedra Enxuta)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: