ORKUT – A incruzão digitau dus jove brazilero

PEDRA ENXUTA – Aqui não é a Holanda, mas se sem as redes sociais o brasileiros já iam mal pra caramba, imaginem com ela… O resultado está aí no nosso cotidiano, um internetês fatal para gringo nenhum entender a nosso idioma (principalmente no MSN e Orkut). Afinal, qual é o nosso idioma? Brasileiro, Português ou Tupi Guaranisês??? Coitados dos professores que pegam uma redação em internetês para corrigir… Hahahahahahaha Nesses casos é melhor formatar o cérebro do aluno… :))

Eu confesso que também não sou nenhum exemplo, mas engano bem… Só não engano os imortais da Academia Brasileira de Letras, quando eles lerem esse blog, vão se mexer no túmulo. Espero que depois não venham puxar o meu pé… Hahahahahaha

A matéria abaixo é sobre o desempenho acadêmico de uma amostra de estudantes holandeses…

Será que esses estudantes são de Amsterdã? Estou achando que pegaram o Facebook de bode espiatório… Hahahahaha

Mas agora falo sério, nosso cérebro está ficando sedentário com toda essa tecnologia disponível. Eu me lembro que antigamente era comum memorizar números de telefones, hoje nem damos importância para essas coisas. Também perdíamos algumas calorias escrevendo uma carta de próprio punho (gastávamos o português, hoje o word resolve…), os aniversários dos amigos eram lembrados de forma natural… e hoje? Tudo mais fácil, até para ficar mais burro! Tem até banco de dados para guardar senhas de sites e mais sites… Hahahahahaha

Voltando ao assunto, segue matéria do site BBC:
Abraços

Estudo vincula uso de redes sociais a desempenho acadêmico inferior

Um estudo holandês vinculou o uso de redes sociais como o Facebook a um desempenho acadêmico inferior.

Facebook

O efeito seria consequência da forma como sites de redes sociais são usados: o usuário fica permanentemente conectado ou faz várias visitas diárias ao site enquanto realiza, simultaneamente, outras atividades.

A pesquisa, feita por Paul Kirschner, da Open University, na Holanda, foi publicada na revista científica Computers in Human Behaviour.

Ela questiona teorias atuais de que o cérebro do jovem moderno, moldado pela era digital, estaria adaptado a processar simultaneamente canais múltiplos de informação.

Kirschner sugere que, em comparação com estudantes que realizam uma tarefa de cada vez, os adeptos do multitasking (fazer várias atividades ao mesmo tempo) precisam de mais tempo para o aprendizado e cometem mais erros no processamento da informação.

Ele explica que o estudo é preliminar e precisa ser aprofundado.

O pesquisador entrevistou 219 estudantes de uma universidade pública holandesa.

A análise dos dados revelou que usuários do Facebook apresentaram, em uma escala de um a quatro, uma nota média de 3,06. Os que não usavam a rede social tiveram desempenho 20% melhor, alcançando em média 3,82 pontos.

O estudo também concluiu que usuários do Facebook estudaram menos horas: entre uma e cinco horas por semana, em comparação com não usuários, que disseram estudar entre 11 e 15 horas por semana.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: